Blog do TaQ

Uma semana com o Kindle

Publicado em Geek

Hoje vai fazer mais de uma semana que recebi o meu Kindle 3, e estou muito satisfeito! Depois de uns sustos com a DHL, cujo sistema de rastreamento me informava que o pacote estava em Franca-SP, enquanto ele estava já aqui em São José do Rio Preto, 5 dias depois de terem enviado ele dos EUA. Fora isso, tudo bem.

Custo

Os custos foram os seguintes:

Tudo totalizou US$ 312,15, que pela cotação do dia na minha fatura do cartão deu R$ 549,38. Havia a possibilidade de tentar evitar os impostos abusivos baseado em uma liminar onde um advogado conseguiu caracterizar o aparelho da mesma maneira que livros e manuais, mas isso implicava encontrar um advogado ou montar uma ação coletiva que compensasse os custos dos impostos, e duvido que isso sairia mais barato que R$ 300,00 ou que o trabalho de montar a ação coletiva compensasse. Inclusive, segundo a lei os impostos são de 70% do valor do produto, mas pudemos ver que foi de mais de 100% do valor. Ê beleza hein?

Embalagem

O aparelho veio bem embalado em uma caixa especialmente desenhada para ele, e muito leve, sendo o peso dele praticamente uma pena de tão leve, pouco mais de 200 gramas!

Embalagem do Kindle

Além do aparelho, dentro da caixa estão o manual de usuário e o cabo de energia/conexão, bem bolado para ambos os usos, com um adaptador em uma das pontas que pode ser removido ou inserido dependendo do uso:

Cabo do Kindle

Bateria

Quando chegou, eu conectei na tomada e dei uma pequena carga, que hoje, mesmo com a conexão wireless ligada várias horas, ainda se encontra em mais da metade. Ele pareceu bem esperto para evitar ficar carregando desnecessariamente pela USB, talvez para evitar algum desgaste da bateria.

O hardware

O aparelho é muito leve. A tela é fantástica, ler no Kindle realmente é muito, mas muito diferente do que ler no desktop ou em telas de laptops (e arrisco a dizer, mesmo sem ter um, mas já tendo visto, no iPad). A configuração do contraste é ótima e pode ser ajustada ao gosto do freguês, os tons de cinza (é, não é colorido né) são perfeitos e a resolução me impressionou, achei que seria algo mais tosco.

A velocidade de troca de páginas me satisfez, dá para notar obviamente o efeito do e-paper se "reconstruindo" mas nada que incomode. O suporte à PDF está muito bom, mas ainda temos que ou usar o zoom ou deixar a tela em formato paisagem para uma leitura mais confortável (bom, pelo menos para mim que uso óculos, pessoas com olhos melhores podem não precisar disso).

Navegação

Existe, no menu Experimental, um navegador que atendeu bem para a navegação, só ficando complicado toda hora ter que selecionar uma parte da tela para dar zoom e alguns sites que usam contrastes muito baixos em seus designs. Alguns efeitos visuais funcionam, mas não ficam a coisa mais linda do mundo (experimentem ver o efeito shake do Scriptaculous, argh!).

MP3

Ainda em Experimental, dá para escutar MP3 no aparelho. Nada sofisticado, ele só vai tocar tudo o que for gravado na pasta music, sem controle de volume ou visualização dos arquivos. O volume é bom e pelo menos escutando Vivaldi não houve distorções consideráveis (não queriam que eu escutasse Napalm Death enquanto leio né?). Melhora quando são utilizados fones de ouvidos de boa qualidade.

Leitor de textos

Também em Experimental, existe um leitor de textos muito bom ... em Inglês, lógico. É um recurso interessante, mas ainda não o utilizei sem ser para testes, pois afinal, dá para ler o texto muito mais rápido do que ele fala. :-)

Conectividade

Esse modelo oferece dois modos de conectividade: via wireless ou cabo USB.

Wireless

A conexão sem fio dele é bem espertinha, reconhece bem as redes e navega de boa. Fica a dica para conectar em redes mais restritas, que filtram endereços MAC (como a daqui de casa, a-há!): o endereço MAC do Kindle pode ser visto clicando em Home, Menu, Settings, Device Info.

USB

Ligar o Kindle via USB aqui no Ubuntu transforma o bicho em uma pendrive. Simples assim. O ícone é mostrado no desktop e as pastas são acessíveis normalmente pelo sistema (clique para aumentar), sem necessidade de nenhum procedimento especial:

Ícone do Kindle no desktop
Diretórios do Kindle

Navegação e teclado

Eu gostei da navegação para a troca de páginas e seções, porém achei o teclado muito miúdinho e meio áspero. Mas confesso que ainda não o precisei usar muito, fora para navegar na web, o que foi bem pouco também.

Acessórios

Achei as capas da Amazon muito caras, e comprei uma pelo E-Bay. Ela chegou até que rápido e gostei da qualidade, muito boa, e paguei no total US$ 20,00, com envio e tudo. O vendedor foi 100%, e ela pode ser adquirida aqui. Segue a foto, já com o Kindle dentro:

Conteúdo

Eu já tratei de entupir o pobre coitado com um monte de livros da O'Reilly e da Pragmatic Programmers, a maioria em formato Mobi e alguns em PDF. Os Mobi realmente são muito melhores para ler, apesar que no caso dos PDFs o único incoveniente são o zoom constante e o scrolling. Livros novos mesmo, ainda não comprei pela Amazon, já que tenho uma lista considerável aqui.

Também assinei a Time pela bagatela de US$ 3,00/mês por 4 edições, e o jornal O Globo por US$ 15,99/mês (eu queria o Estadão, mas aparentemente estão se lixando por causa do Kindle), e, no caso do jornal, todo dia de manhã já está sincronizado no Kindle, muito legal! Dá para ir tomar café lendo as notícias fresquinhas.

O que eu achei interessante foi que, em ambos os casos, tanto na Time quando no O Globo, o que é entregue é o conteúdo das publicações sem os anúncios! É, o peixe já vem limpo, só o filé, que é afinal o que interessa, não é mesmo? Talvez por causa disso, de não ter anunciantes, o valor da assinatura das versões digitais não sejam muito diferentes das versões impressas, mas quer saber? Valem o preço. Eu notei que consigo ler praticamente o jornal inteiro sem a poluição visual que os anúncios oferecem. Alguns anúncios podem até ter a sua utilidade, mas convenhamos que são poucos. Existem ainda alguns poucos erros na conversão para o Mobi, mas são poucos. E o melhor de tudo: não se acumulam aquelas pilhas de jornais e revistas velhas em casa e é um lance mais ecologicamente correto.

Considerações finais

Devo dizer que estou muito satisfeito com o aparelho, que além de me ajudar a ler toda a pilha de livros que tenho por aqui me deu o prazer de poder ler jornal de forma mais rápida e prática, tão necessária nos dias de hoje. Com o valor mais baixo e os recursos com mais qualidade que nas versões anteriores, é um aparelho que recomendo!


Tags:


Comentários

comments powered by Disqus

Twitter