Blog do TaQ

Tirando os seus dados da chuva

Publicado em Web

Dados

Os visitantes frequentes aqui do site devem ter notado algumas pequenas mudanças que fiz na semana passada. Agora, ao invés da seção "news", onde eu listava os meus bookmarks, agora tem a seção ... err, "bookmarks", que se não é a coisa mais original do mundo guarda uma bela de uma distinção da antiga.

A seção antiga era baseada nos meus bookmarks no del.icio.us, mas com a provável compra do Yahoo! por "vocês sabem quem", eu fiquei de saco cheio e resolvi migrar meus bookmarks para algum outro lugar. Se vai ficar a mesma coisa na questão dos bookmarks ou não, se o serviço vai ser bom ou não, vocês me conhecem: prefiro manter distância.

Comecei a avaliar algumas opções, como o Google Bookmarks, o Pagestacker e alguns outros, todos ótimas soluções, mas com exceção do tipo "se-Deus-quiser-não-vai-acontecer-isso" para o Google, os outros acredito que pelo próprio contexto de evolução e ampliação, podem ser alvos de futuras aquisições (nada contra isso, cada um faz o que quiser com o seu produto!), talvez por parte até de alguns safados sacanas que andam comprando tudo por aí, e se fosse o caso, lá ia eu migrar todos os meus dados novamente. Definitivamente não é algo que eu queira ficar fazendo ainda mais com tempo tão escasso.

Nesse ponto entra um pouco de história de como eu fazia meus posts e armazenava os meus bookmarks alguns anos atrás. Eram feitos direto em arquivos XML que eram enviados para o site e transformados com XSL. Sério! Eu só decidi deixar isso para lá depois que comecei a usar Rails e resolvi fazer esse site aqui do zero (fazer o que, um lance meio masô) ao invés de usar uma solução pronta para gerenciar os meus posts. Aproveitando o embalo, migrei os meus bookmarks para o del.icio.us que está nessa situação de ser engolido. Funcionou bem até agora, especialmente pelo fato dos posts ficarem no meu banco de dados que eu posso fazer backup na hora que quiser e manter os dados comigo.

No caso dos bookmarks, a história é diferente. Vejam bem, posso fazer backup dos dados do del.icio.us na hora que eu quiser também, mas a principal diferença é que se o mecanismo de apresentação/coleta dos dados for prejudicado ou pervertido, fica complicado manter uma operação que utilizo praticamente todo santo dia. Quando mantinha tudo comigo, não corria esse problema. Foi então que decidi fazer com os bookmarks a mesma coisa que com os posts, manter no banco de dados do meu site, e foi assim que a seção de bookmarks nasceu. Eu crio e listo os meus bookmarks do jeito que eu quiser na hora que eu quiser, acessando do jeito que me der na telha, sem o perigo de chegar algum engraçadinho e jogar areia no meu caminhãozinho.

Aí que entra o título do post. No meio de tanto "cloud computing" e dados distribuídos, estou meio que indo na contramão. Fazer o que, sempre fui contestador e meio rebelde. Estou tirando os meus dados dessa chuva e deixando bem guardados embaixo do meu próprio guarda-chuva, se algum dia der algum problema com eles vai ser de responsabilidade única minha. Então, monkey boy, vai chupar prego. Posso perder alguma dinâmica mais social nos bookmarks, fotos etc compartilhadas e conectadas com outras pessoas, mas eu nunca fui muito sociável nesse ponto.

E, já que os bookmarks tem tags, botei as dita cujas para funcionar nos posts também. Agora é achar tempo para inserir as tags em todos os posts anteriores e ficar de olho para ir desativando os serviços do Yahoo!, infelizmente. Serviram bem por um bom tempo.


Tags:


Comentários

comments powered by Disqus

Twitter