Blog do TaQ

Microsoft e a OSI

Publicado em Microsoft

Mencionando um comentário do Tim O'Reilly em seu post sobre a Microsoft submetendo as suas licenças shared source para a Open Source Initiative:

My reference to "you guys" was specifically to all the people saying Microsoft is innately bad. All I can say is that if you believe that, you've never spent much time with folks at Microsoft. It's easy to demonize someone you don't know.

Uhn, ok, Tim, agora deixa eu mencionar o que um outro sujeito disse por aí:

Linux is a cancer that attaches itself in an intellectual property sense to everything it touches.

Se isso não é demonizar, eu não sei mais o que pode ser então. O interessante é que o Tim O'Reilly focou e generalizou o seu comentário sobre a "demonização" das pessoas que trabalham na empresa, e não o resultado do trabalho delas. Sabemos que tem gente boa e de bem trabalhando lá, mas sabemos como funciona a coisa de um certo nível superior para cima, que sufocam o indivíduo a favor do coletivo, assim como outras empresas de outras áreas. Podemos achar o sistema operacional e o poder exercido por eles, esses sim, conhecendo como são, de má qualidade, abusivos, suspeitos e sem escrúpulos, mas isso não quer dizer que fazemos um ataque direto às pessoas, as quais nesse caso ficaria impossível de conhecermos nem que fosse uma pequena porcentagem sem estar em contato próximo e direto.

Por outro lado, o Ballmer faz ataques diretos ao resultado do trabalho e não às pessoas propriamente ditas. O Linux é o resultado do trabalho de muita gente, e nesse caso sim, ele tem todas as condições de conhecer o que critica, o código está lá para quem quiser pegar. Ok, alguém pode argumentar que ele critica é o modelo de negócios que o Linux cria, mas isso também todo mundo sabe como funciona. Em minha opinião, a afirmação do Tim O'Reilly não faz sentido em relação à demonização enquanto a do Ballmer só falta pregar o Linux em uma cruz e meter fogo.

O Miguel de Icaza, como sempre de tudo que vem dos lados da Microsoft, adorou tudo isso, inclusive inseriu um comentário no post do Tim O'Reilly, dizendo:

You seem to be arguing that Matusow is in some kind of evil quest against ODF and that is not the case. In fact Microsoft endorsed ODF to become an ISO standard at the time the voting of it came to pass. Microsoft is on its right to try to get OOXML adopted as well as ODF. We should -all- stop using FUD and try to keep a our minds open.

Uhn, sei. Então eles apoiaram o ODF e estão tentando aprovar o OOXML assim como o ODF, e tentando fazer o OOXML concorrer de boa com o ODF, não esmagá-lo. E o OOXML é um padrão totalmente aberto, tudo certinho. Tem algumas coisas estranhas nisso. E Miguel, tenha dó, você sabe quem é o campeão de FUD nessa história.

Eu penso o seguinte: eu fiquei de saco cheio dos produtos da Microsoft (sim, já usei um bom tempo atrás, tenho até os CDs originais ainda) e do modelo de "negócios" deles, e não preciso e não apóio nada que venha de lá, mesmo esses rompantes repentinos de suposta generosidade, que mais atrapalham e geram ruído do que ajudam. Sério, simples assim. Para que vou tentar "dar outra chance" se estou confortável com o que tenho e eles atualmente ainda adotam práticas desonestas? Procurar dor de cabeça, caçar pelo em ovo? Eu passo.

Algumas pessoas acham importante essa "abertura" da Microsoft mesmo depois deles ficarem anos caçoando da turma "do lado de cá". Alguns acreditam na interoperabilidade proposta por eles como uma coisa muito boa, blá, blá, blá, etc e tal, apenas para parecerem "antenados", "empresários sérios e responsáveis", "gente grande" ou alguma coisa do tipo que dê alguns minutos de fama em algum encontro de CIOs engravatados e chiques e algum dinheiro no bolso.

Outros realmente acreditam na coisa. Para a turma do primeiro caso, ei, o tempo nos dirá quem vocês são e tudo o que armaram por aí, mesmo que nessa hora vocês já tenham ganho o que queriam e estejam pouco se lixando com isso tudo.

Para a turma do segundo caso, boa sorte para todo mundo, tomara que a empresa e o modelo de negócios que vocês visualizam nesse tipo de situação correspondam às suas expectativas. Mas vamos todos jogar limpo, esse negócio de politicagem e jogo sujo enche o saco. O campo, pelo menos para a turma do Software Livre, é técnico, e não de falcatruas. Convém ler os comentários do post do Tim O'Reilly para ter mais opiniões sobre isso.


Tags:


Comentários

comments powered by Disqus

Twitter