Blog do TaQ

Puxando o cabo

Publicado em General

Tirinha

Eu estava esses dias pensando na vida e escutando a música "Disconnected", do Queensryche, que diz, como se dando um puxão de orelha:

Maybe all I need
beside my pills
and the surgery
is a new metaphor for reality.

Disconnected - Queensryche

Fiquei lembrando do apuro que o Ronaldo passou, e do apuro que EU passei: eu estava com umas dores estranhas na região superior do abdomen, se deslocando para os lados e para frente e para trás. Resolvi ir no médico dar uma olhada nisso.

Eu até estava desconfiando que era alguma coisa na costela, por causa de um jeito estúpido que fiquei em uma mesa alguns dias atrás, comprimindo a costela para alcançar o notebook. Disse isso para o médico, e após uma apertada na região da dita costela, o que me deu umas baita dores, ele diagnosticou: machuquei alguma coisa na cartilagem ali. Algumas injeções de analgésico e anti-inflamatório e eu ficaria novo.

Rapaz, fazia tempo que não tomava uma injeção doída, e a do anti-inflamatório me lembrou de como era. Pois bem, no outro dia, a costela aparentemente parou de doer, mas eu estava com tudo ali por baixo doendo e desregulado! Voltei para o médico (outro, tenho plano de saúde mas é incrível como se você quiser marcar consulta em algum médico específico tem que esperar 2 semanas para ser atendido) e ele disse que provavelmente o anti-inflamatório me detonou. Me deu um soro com Buscopan e Dramin. No outro dia, eu parecia um zumbi, acordava 1 hora e dormia 2. Argh. E as dores continuaram.

Lá volto eu para o médico. Dessa vez (até que enfim!) ele pediu um raio X e um hemograma. Depois de 2 horas (sim, isso mesmo) esperando o resultado do hemograma, nada demais: não deu nada, nem no raio X. Mas mesmo assim ele me aconselhou a ir em outro médico, no consultório, e pedir um ultrassom. Foi o que eu fiz, mexendo uns palitinhos aqui e ali, e consegui uma consulta rapidinho para pegar a requisição do ultrassom. Fiz o danado e também nada. O médico (outro, o que pediu o ultrassom) decidiu que devia ser alguma coisa até psicológica (realmente mudei alguns hábitos ultimamente) e disse que se as dores voltassem fortes era para eu voltar lá, senão tocar a vida.

Ainda sinto um pontinho aqui ou ali atualmente, mas nada daquelas dores mais fortes que eu estava tendo. Fiquei mais sossegado sabendo que está tudo bem com fígado, vesícula, pâncreas, baço e rins (o ultrassom foi somente da parte superior do abdomen, que é onde dá as dores), mas mesmo assim resolvi seguir um conselho que dei ao Ronaldo: vou pegar mais leve. E tomei como ponto de partida a resolução que não vou chegar perto do computador aos finais de semana sem ser para ver como andam os downloads de ... digamos, PDFs de ebooks gratuitos, vá, que eu e a minha esposa vamos ler depois, comendo pipoca.

Então, se alguém mandar email aos finais de semana, não esperem uma resposta. Nada de email, feeds, skype, nada. Lógico que não vale nisso o curso de Ruby que vou dar em São Paulo. Vou usar muito pouco o computador e com fins puramente didáticos de um compromisso assumido anteriormente. ;-)


Tags:


Comentários

comments powered by Disqus

Twitter