Blog do TaQ

Não sou birrento mas ...

Publicado em Developer

... vou falar do Mono de novo. Segundo esse link aqui, que nos apresenta uma conferência que houve em Boston, o Icaza diz que a principal meta do Mono é fazer a migração do Windows para o Linux, tão fácil quanto possível, notando que com o advento da plataforma Longhorn as APIs atuais do .NET terão uma vida curta.

Primeiro ponto a ser observado: eu costumo falar sempre do "canibalismo" da Microsoft com seus próprios produtos. Todo mundo que vocês conhecem que desenvolvem em Visual Basic já aderiram ao padrão .NET? Não? Então mesma coisa do eu que vi por aí. Apesar de todas as suas "vantagens", o .NET exige que a massa de programadores dos produtos anteriores à ela se adapte ao novo estilo da coisa. Na época do lançamento da .NET, foi feita uma pesquisa que indicava que 1/3 dos programadores de VB iriam continuar com o modelo antigo, 1/3 iriam migrar para o .NET e 1/3 iriam trocar de linguagem de programação, supostamente pelo Java, que era (e é ainda?) o "hype" do momento. Talvez o "hype" do momento seja o C#, com muito alarde feito pela Microsoft e pelo próprio pessoal do Mono. E vai saber que raios que vão mudar na plataforma Longhorn ...
Agora, se vocês pegarem esses 1/3 que migraram, e falar "olha, gente, agora esqueçam as APIs do .NET que as do Longhorn são assim olha", o que vocês acham que vai acontecer? Vamos precisar de mais outra pesquisa ...

Segundo ponto a ser observado: a própria Microsoft, seja por cair a ficha do estrago que isso iria fazer, ou pelo simples fato de não serem eficientes em sua função, vai atrasar consideravelmente a plataforma Longhorn (1, 2, 3, 4), então, qual a pressa? Lógico que se estiver tudo garantido para a hora que a plataforma estiver madura, tudo bem, mas vai saber o quanto essa plataforma vai mudar até seu lançamento, se até os pais "legítimos" da criança não sabem direito isso?

Então, fora o projeto em si, é importante ficarmos de olho no que vai acontecer nessa dança-das-cadeiras aí. Se a Microsoft vai de novo fazer uma parcela da turma de programadores aprender conceitos e APIs tudo de novo (tá, não é tudo, tudo, mas é uma boa mudança toda vez que acontece isso, e eu não tenho nada contra estudar, mas ficar estudando coisas que mudam direto e reto assim para mim é queimar tempo precioso) vamos ter que prestar atenção na reação do mercado. Isso sem falar na estrutura para rodar tudo isso (estou falando da plataforma da Microsoft, não do Mono), muitas coisas que eles pregam como legais hoje arrepiam os cabelos de gerentes de TI quando vêem o preço de toda a estrutura necessária para rodar de uma forma "totalmente compatível".

Terceiro ponto a ser observado: "To me, C is dead.". É uma declaração ambiciosa, mesmo que reflita somente a opinião dele. Gostar da praticidade de uma linguagem não significa que outra deva parar de existir. Hoje em dia ainda C/C++ é muito bom para muitas coisas, assim como Assembler o é também (mesmo que para coisas bem específicas). Se o C está morto, vamos compilar o kernel em que? C#? Ainda bem que o sobrenome dele não é Torvalds ...

Uma das esperanças do Icaza é que o GNOME seja feito em C#, por que pelo que diz no artigo, no GNOME 3.0 eles esperam que uma boa parte da plataforma seja desenvolvida utilizando o Mono. Estou sossegado por que estou muito bem no FluxBox. ;-)

Mudando um pouco de assunto, estava pensando na tragédia que aconteceu na Espanha ... vocês repararam que toda vez que o Bush precisa de poder político ou de um aumento de popularidade acontece alguma tragédia? Ninguém me tira da cabeça que o 11 de Setembro foi o maluco que arquitetou (nossa, juntando o Mono e o Bush já vão me chamar de paranóico ahahah) e agora, justo na época de reeleição nos USA, com o Bush se proclamando o "único que tem capacidade de lidar com a ameaça terrorista no mundo", e que o Kerry não tem peito para isso, acontece essa coisa horrível na Espanha? Muito estranho ... no jornal de hoje cedo mencionaram que estavam esperando um ataque da Al-Qaeda faz um tempo já, mas não é estranho eles serem tão bonzinhos de fazer isso logo quando o Bush precisa de um empurrãozinho? É horrível, eu sei, mas não tem jeito de passar pela cabeça ...

Uma coisa legal que instalei no meu Palm ontem foi o Pippy, ambiente Python para o Palm. Sobrou pouco tempo ontem para ler a documentação e fazer uns testes, mas é bem interessante viu. :-)

Atualizado as 12:57: UIA! Descobri um link que fala legal do Pippy!!! Esclarecedor, sendo que não tem muita documentação no projeto. :-(
Para completar, aqui tem vários artigos da série "Charming Python" da IBM.
Tags:


Comentários

Sem nenhum comentário.

comments powered by Disqus

Twitter