Blog do TaQ

Tenha a santa paciência

Publicado em General

ATENÇÃO: palavreado de baixo calão que você normalmente não encontra nesse blog abaixo. Se você se sente ofendido com essas coisas, por favor pule esse post e me desculpe.

Estava aqui lendo o manifesto de Tico Santa Cruz desabafando sobre o absurdo que aconteceu com o colega de banda dele. Enquanto ele fala algumas coisas muito sensatas em algumas partes do texto, não me conformei com essa:

Vc tá fumando um baseadinho ai e tá tranquilão...
Eles vão te acusar de colaborar com o tráfico e com a violência....
Vão usar de um monte de argumentos.
Mas a droga mata muito menos que a guerra que é
gerada por essas mesmas pessoas.
A PROIBIÇÃO GERA LUCROS MUITO ALTOS E NÃO INTERESSA A ELES E AO 
SISTEMA QUE ELES CRIARAM QUE ALGUÉM OUSE MUDAR ISSO.
Se estivessem preocupados com a sua SAÚDE MESMO, como dizem por ai, 
proibiriam o CIGARRO E O ÁLCOOL.
Ou estas drogas não fazem mal ?????????
Ou então converteriam o dinheiro de nossos impostos para os médicos, 
hospitais e campanhas preventivas.
A questão das drogas é uma questão de Saúde Pública, não das Forças 
Armadas simplesmente.

Ah, vai se fuder! Esse cara quis dizer que comprar uma merda de um baseado não ajuda no tráfico? Ele acha que vem de onde essa bosta que ele fuma, de uma comunidade de neo-hippies que ficam escutando Janis Joplin o dia inteiro e cultivam a erva no fundo de uma chácara com adubo orgânico? Vá pro inferno. Esse papo de "maluco beleza" já deu no saco. E ainda usa o velho esquema de tentar desviar a atenção e a culpa do problema do "baseadinho" e jogar para outras coisas, mais ou tão nocivas quanto.

Meu, eu não bebo, não fumo, não uso drogas. Nunca usei. Fico muito mais doido tocando um bom Thrash Metal no palco com o som no último volume do que esses retardados que se entopem de porcaria para terem uma reação artificial do que eu sinto com a minha paixão autência pelo que eu faço. Concordo plenamente que cigarro e alcool são drogas legalizadas e nocivas. Mas não é por causa disso que vão legalizar mais algumas, que diabos! A droga é o combustível mais rentável dessa guerra citada por ele! Se o cara está tão preocupado com isso ao invés de comprar mais uma porra de um baseado que vá fazer uma campanha contra o cigarro e o álcool, não ficar usando isso de desculpa para uma coisa tão besta quanto "ficar doidão" e "tranquilão"!

"Ah, mas por que você não faz uma campanha contra droga, cigarro e álcool, se é tão contra isso?". Eu já faço, minimamente, mas já faço, e é consistente na sua pequena forma. Não uso nada disso e faço questão de deixar clara a minha posição e minha "limpeza" mesmo nos momentos que pareço mais doido, como esse:

Quantas vezes eu escutei "aê mano, você tava mutcho loco lá hein?" e refutei mostrando uma garrafinha de água ou Gatorade que eu bebia durante o show e fazia toda a minha ladainha "você não precisa de merda para ficar doido". Lógico que a eficácia disso não é alta, mas vou te falar ... alguns poucos moleques que algum tempo depois disseram que aquilo fez eles pensarem e mudarem de atitude fizeram compensar tudo. Funciona.

E agora me vem uma anta dessas, que tem uma influência tremenda em uma molecada que está naquela fase "miolo-mole-que-pensa-um-monte-de-merda-disfarçada-de-papo-cabeça" e fala uma asneira dessas! Vai pro inferno! Um artista tem que ser autêntico, claro, reconheço o direito do cara falar na música o que bem entender, mas tem coisas que são sérias e outras não. Se eu achasse as letras antigas do Slayer sérias eu já estaria participando de algum culto Satânico por aí, mas todo mundo sabia que aquilo era falta do que escrever e necessidade de fazer uma pose de mau. Hoje em dia eles continuam polêmicos mas com uma maior consistência que só a idade traz. Mas entre escrever uma letra no contexto da sua arte (que muitas vezes é encenada) e fazer uma declaração pública sobre uma coisa séria é bem diferente. Até o Marylin Manson fez comentários mais consistentes no 9/11 e olha que ele desce o pau nos USA.

Talvez seja o fato do cara ser muito novo, falar muita merda. Ou pensando bem talvez não. Nosso ministro da cultura no alto dos seus 60 e poucos anos falou também que drogas tem que ser um problema de saúde e não de polícia. Legal. Vamos dividir o atendimento e superlotar os hospitais sucateados da rede pública entre pessoas doentes mesmo, que precisam de tratamento por algum tipo de enfermidade legítima e infeliz com esses pulhas que ficam fumando "baseadinho", cheirando pó, fumando crack e fazendo merda, além de dar dinheiro para os bandidos, sejam eles os "homens de terno" ou os seus "soldados" da linha de frente. Papo-cabeça idiota e ignorante.

É desculpa de peidorreiro de maconheirinho para continuar com esse vício idiota. Estou de saco cheio disso. Tem que atingir o feridão dos traficantes (sejam eles os de terno ou não) e de quebra já tentar enfiar um pouco de bom-senso na cabeça dessa molecada: DROGAS, TÔ FORA!. Nem que seja um "baseadinho". Cada coisa ...


Tags:


Comentários

comments powered by Disqus

Twitter