Blog do TaQ

Falta de créditos

Publicado em Developer

Algum tempo atrás uma coisa que eu passava raiva e ficava "batendo boca" e dando murro em ponta de faca eram discussões em fórums na web. Mas agora devo confessar que fico assistindo de camarote esse tipo de coisa e racho de rir em grande parte das pancadarias. E um comentário me despertou a atenção para uma coisa que quase ninguém comenta.

Nesse post sobre o Mono (que parece que é audiência garantida ultimamente :-) no br-linux, o Copernico Vespucio comenta que

"No entanto a M$ atacou pesadamente Java e seu modo de desenvolvimento 
durante anos e, de repente, aparece com uma plataforma *copiada* (a CLR, 
como disse, é baseada no código da JVM 1.1, quando a M$ tinha acesso ao 
mesmo por ter licenciado... Pouco antes de tomar tomar seu primeiro processo) 
e linguagem "muito semelhante" (até os nomes das classes da API são 
descaradamente "semelhantes") a Java. Até aí tudo bem: evolução.
O problema é que vc. nunca (sério, pode procurar) vai encontrar nenhuma 
menção em qualquer texto oficial .NET de que Java foi o ponto de partida.
E o pessoal do MONO, incrivelmente, aparenta propagar a mesma atitude!"

Rapaz, isso está corretíssimo! É aquele tipo de coisa que todo mundo sabe mas que fica nas entrelinhas. Lembro que eu tinha até a caixinha do Visual J++ da Microsoft (sim, eu estive lá! :-) e depois do ferro que ela levou com o processo da Sun, ela apareceu com a C# que ficou na cara na época que era uma cópia de Java.

Vá lá, tem suas diferenças para melhor ou pior, mas não deixou de ser uma peça da estratégia de embrace, extend, exterminate da Microsoft para cima do Java, que estava decolando na época, e, como citado no comentário, nem citam que C# é uma cópia descarada de Java e nem se admite isso hoje em dia. Tá, se você apertar, eles admitem.

Obrigado por nos lembrar, Copernico. Ás vezes a gente só lembra de argumentos mais técnicos ou de conspiração que até se esquece dessas pequenas grandes coisas.


Tags:


Comentários

Sem nenhum comentário.

comments powered by Disqus

Twitter