Blog do TaQ

.NET Quebrando tudo!

Publicado em Microsoft

Vocês podem até achar estranho o título, mas o "quebrando tudo" ali se refere a quebrando toda a compatibilidade entre as versões do framework, segundo mostra esse artigo.
Mas para que que eu vou ficar vendo "o lado de lá", vocês perguntam, só para encher o saco?

Bom, estamos montando aqui um evento onde pretendemos acabar com alguns mitos em relação ao Software Livre, e por razões puramente práticas, temos que mostrar alguns "facts" sobre o lado do software proprietário. Por exemplo, estudos "na ponta do lápis" sobre os custos de implantação de Software Livre nas empresas, que podem ser bem diferentes do que certas campanhas dizem por aí, matematicamente falando. Isso levando em conta o TCO, o treinamento (onde?quando?quem que fez?) e o ROI.

E alguns trechos do artigo citado no link podem ser bem interessantes para esse evento, além do fato de entre duas versões tão próximas (1.1 e 2) terem essa quebra de compatilidade.

Tudo bem que vocês podem falar "ei, mas é só atualizar o computador com a última versão", mas nós sabemos que isso não é tão fácil assim quando envolve centenas de computadores em uma empresa de médio/grande porte. Ainda mais se estiverem em locais geograficamente distantes.

A transição do Java 1.4.x para 1.5 ainda está complicada por causa desse tipo de coisa, só para dar um exemplo. Você compila no 1.5 e só roda no 1.5, então tem que se esperar que todo mundo esteja rodando no 1.5 para usar as features novas da linguagem e o compilador. Pode ser que o Java esteja "quebrando tudo" também, mas pelo menos só diz respeito ao compilador, as features novas da linguagem você usa se quiser, quando tiver seguro que está todo mundo atualizado.

Mas deixa eu citar um trecho do artigo aqui:
In addition, Dadoly said Infragistics recently upgraded about 1.8 million 
lines of presentation layer source code from .Net Framework 1.0 to .Net 
Framework 2.0 as part of the company's effort to release the beta version 
of its NetAdvantage.
Quase 2 milhões de linhas tiveram que ser atualizadas? Com certeza vou anotar isso aqui. :-)
Imaginem o tempo e dinheiro que vão perder por causa da upgrade. Só para constar, me parece que eles tiveram que alterar esse código para funcionar no framework novo, coisa diferente por exemplo do caso do Java citado acima (e cada dia mais eu indo para o Ruby).

Sobre a quebra de compatilidade, tudo bem que é um beta, eles tem que testar mais e tal, mas olhem o que esse cara diz:
But not everybody was as generous as Dadoly. Said one developer familiar 
with breaking changes related to the rollout of Windows XP SP2, who asked 
not to be identified: "For Microsoft to issue a white paper like this, 
applications must be breaking all over the place."
Mais um trechinho:
However, developers can run both .Net Framework 1.1 and .Net Framework 2.0 
side by side on the same machine so that applications can run against the 
framework version they were built against, Roxe said.
"By default when you build an application against the .Net Framework it will 
default to the version you built it on," Roxe said. "If you have 2.0 on your 
machine and the application is written against 1.1, it will by default try to 
run on 1.1." 
Isso até que é um jeito bom de contornar as coisas, mas imagina o tamanho dos monstrinhos, e todos sabemos que quanto mais coisas, ainda mais com finalidades bem similares, mais problemas ali podemos ter.

Brrr. No resumo das contas, vai ser um bom caso para eu contar no evento. :-)

Atualizado em 26/05/2005 10:53: Mais um pouco sobre isso no artigo The 'Dirty Little Secret' About Longhorn:
"Everything in Longhorn was supposed to be written in C# and to be managed code. 
But managed code was going to require machines that weren't going to be 
available for five years or more. So now Microsoft is rewriting everything in 
Longhorn, the developer says."
Atentem no rewriting everything.

Atualizado em 01/06/2005 18:02: Um vídeo sobre isso aqui.
Tags:


Comentários

Sem nenhum comentário.

comments powered by Disqus

Twitter